Vamos comentar! O seu comentário é o nosso incentivo!

sexta-feira, outubro 12, 2012

Top 10: Filmes de Terror com crianças

É das crianças saudosas e belas que geralmente lembramos no dia 12 de outubro. Este ano, decidimos sair das malhas do clichê, abordando uma seleção de crianças perigosas e que fez muita gente roer as unhas de tanto medo no cinema. 


1 – Samara Morgan em O Chamado (The Ring, 2002)
Dirigido pelo competente Gore VerbinskiO Chamado é uma refilmagem de um filme de terror japonês. No enredo, Rachel Keller (Naomi Watts) é uma jornalista que decide investigar a morte de sua sobrinha, que assim como outros óbitos misteriosos, possuem relação com um estranho vídeo. A fita faz com que todas as pessoas que o assistam morram exatamente sete dias depois. A busca incessante por resposta surge depois que ela e o seu filho assistem. Samara, a menina maldita da história assusta também na continuação, inferior ao espetáculo visual e ritmo deste primeiro filme.

2 – Regan Macneil em O Exorcista (The Exorcist, 1974)
Em Georgetown, Washington, uma atriz e mãe solteira toma consciência de que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Depois da Medicina, que não resolveu os problemas, procura ajuda religiosa e vai passar pela experiência mais assustadora da sua vida. Depois do dia 29 de julho de 1974, os filmes de horror ganhariam um dos seus clássicos absolutos. Ganhador do Oscar de Som, O Exorcista foi o primeiro do gênero a concorrer ao Oscar de Melhor Filme. Como curiosidade, inicialmente, a voz do demônio seria feito pela atriz Linda Blair, mas depois de 150 horas de trabalho com o engenheiro de som, decidiram substituir por Mercedes McCambridge: a dublê de voz precisou comer vários ovos crus, beber muito e fumar para fazer a voz do tinhoso. Elogiar os desempenhos do elenco, em especial, Linda Blair e Ellen Burstyn, é redundância: bom demais. Clássico!

3 – Isaac Chroner e outras crianças em Colheita Maldita (Children of the Corn, 1984)
Eis um filme que fez muito jovem ficar com insônia. Clássica adaptação de uma histório de horror do mestre Stephen KingColheita Maldita conta a história de Isaac Chroner (John Franklin), um menino pregador, vai para Gatlin, Nebraska, e consegue que as crianças assassinem todos os adultos da cidade. Linda Hamilton em um dos seus primeiros papeis no cinema faz a protagonista que precisa comunicar um assassinato e vai para uma cidade próxima, em busca de ajuda. Não vai demorar para descobrir que o local está abandonado e que as crianças vão utilizar o sangue para adubar a terra, através de um ritual maligno e assustador. Não é a melhor coisa do gênero, mas dentro da seara que estamos abordando, clássico absoluto. Ganhou continuações inferiores e totalmente descartáveis.
4 – As crianças de A Cidade dos Amaldiçoados (Village of the Damned, 1995)
Um suspense com suas falhas, mas com uma narrativa organizada e bem conduzida. Dirigido pelo mestre do terror John Carpenter, em A Cidade dos Amaldiçoados, um desmaio coletivo (mulheres) acontece e misteriosamente todas descobrem que estão grávidas, causando, inclusive, conflito em casamentos onde o marido estava em viagem no cronograma da gravidez. Maldosas, todas as crianças nascidas naquele mesmo dia fazem o horror da cidade e precisam ser detidas pelo Dr. Alan Chaffee (Christopher Reeve). Este foi o último filme estrelado pelo ator antes do acidente de cavalo que o deixou tetraplégico, ocorrido em 27 de maio de 1995.

5 – Henry Evans em O Anjo Malvado (The Good Son, 1993)
Com Macaulyn Calkin antes do estrago que a mídia realizara na sua vida pessoal e artística. Dirigido por Joseph Ruden, somos informados na sinopse oficial que Mark Evans (Elijah Wood) é um garoto que vai morar com parentes quando perde a mãe. Lá ele descobre que Henry Evans (Macaulay Culkin), seu primo, tem uma índole extremamente má e até mesmo homicida. Mas como fazer os adultos acreditarem que uma criança possa ter uma índole tão perversa? Um dos marcos dos anos 90, muito polêmico e controverso.

6 – Damien em A Profecia (The Omen, 2006)
Sabemos que é complicado mexer com um clássico. Tem toda aquela coisa aurática, mas abaixo a arrogância da crítica e de alguns falsos especialistas. A refilmagem de A profecia é eficiente e o menino é tão assustador quanto o primeiro. John Moore dirige esta história de horror: na sinopse oficial, Robert Thorn (Liev Schreiber) é um diplomata, que está prestes a ter um filho com sua esposa Katherine (Julia Stiles). Porém a criança morre logo após o parto, o que faz com que Robert adote um bebê para colocá-lo no lugar do filho, sem que Katherine soubesse. Seis anos depois Damien (Seamus Davey-Fitzpatrick), o filho de Robert e Katherine, começa a dar sinais de que seja o Anti-Cristo. Participação especial de Mia Farrow, estupenda e necessária.

7 – O trio maligno em Aniversário Sangrento (Bloody Birthday, 1983)
Produção quase desconhecida. Fez sucesso em VHS, mas sumiu das prateleiras com o advento do DVD e com o mercado atual de filmes. Na trama dirigida por Ed Hunt, três crianças nascem durante um eclipse total do sol. Todas vivem normalmente, até que aos dez anos, elas começam e a matar de forma inexplicável. Horroroso, mas com total verossimilhança dentro do nosso especial. Os únicos a saber a verdade são dois irmãos que começam a ser caçados pelos pequenos diabinhos. Trash obrigatório.

8 – Esther em A Orfã (The Orphan, 2009)
Jaume Collet-Serra nos deixa grudados na poltrona com esta narrativa bem dirigida sobre uma criança cheia de segredos. O final reserva uma surpresa, mas antes que você saiba do mesmo, nada é o que parece ser. Aos fanáticos por spoilers, nada de estragar as surpresas nos comentários, combinado? Em A Orfã, Kate (Vera Farmiga) e John Coleman (Peter Sarsgaard) ficam arrasados devido a um trágico aborto. Apesar de já ter dois filhos, Daniel (Jimmy Bennett) e a surda Maxime (Aryana Engineer), o casal decide adotar uma criança. Durante uma visita a um orfanato, os dois se encantam pela pequena Esther (Isabelle Fuhrman) de nove anos e optam rapidamente por sua adoção. O que eles não sabiam é que estranhos acontecimentos fazem parte do histórico da menina que passa a se tornar, dia após dia, mais misteriosa. Intrigada, Kate desconfia que Esther não é quem aparenta ser, mas devido ao seu passado de alcoolismo tem dificuldades de provar sua teoria.
9 – O bebê em O Bebê de Rosemary (Rosemary´s Baby, 1968)
Roman Polanski é o cara: nos fez roer as unhas de medo de uma criatura que ficou apenas no imaginário coletivo. Neste clássico com a talentosa Mia Farrow, Um jovem casal se muda para um prédio habitado por estranhas pessoas. Quando ela (Mia
Farrow
) engravida, passa a ter estranhas alucinações e vê seu marido (John Cassavetes)
se envolver com os vizinhos, uma seita de bruxas que quer que ela dê luz ao Filho das
Trevas.
10 – Glen em O Filho de Chuck (Seed of Chuck, 2004)
Desde já aviso: não dá para levar este filme a sério. Com piadas a diversos filmes do gênero, Don Mancini nos apresenta Um filme de terror sobre Chucky (Brad Dourif), o boneco assassino, está sendo rodado em Hollywood. Quando as filmagens têm início Glen (Billy Boyd), o boneco órfão de Chucky e Tiffany (Jennifer Tilly), decide partir para o local. Já em Hollywood, Glen consegue ressuscitar seus pais, que estão sedentos por sangue e iniciam uma nova série de assassinatos. Bizarro, mas não menos divertido. As cenas em que Glen não sabe se é gay fazem rolar de rir.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...